media

Deixe o modelo tradicional de lado e conheça a nova adquirência com a Adiq!

  • Posted By : ADIQ
  • Aug 10, 2020
  • Comments: 0

O modelo de adquirência no Brasil

Não há dúvida da importância do adquirente no processo de pagamento tanto em lojas físicas como no ambiente virtual. São eles que fazem a comunicação entre o comerciante, o banco emissor do cartão e as bandeiras. As maquininhas (POS — Point of Sale) se tornaram a principal representação desses credenciadores no mundo físico.

Sendo assim, a contratação de um adquirente se torna um caminho natural para quem deseja aceitar pagamentos com cartões. Ele vai fornecer serviço de credenciamento, autorização das compras e pagamento ou repasse do valor da compra ao lojista, que geralmente fica em torno de 30 dias (o que já tem mudado bastante).



A competitividade no setor

As recomendações do Bacen em 2010 e especialmente a aprovação de novas regras para o funcionamento de instituições de pagamento em 2013 deram força para a entrada de novos agentes no mercado de pagamentos.

Essa abertura do mercado de meios de pagamento é uma necessidade visada pelo Banco Central. A ideia é aumentar a competição e assegurar melhores condições para consumidores e lojistas. Assim, um antigo modelo que prende o empresário e o obriga a ter diferentes maquininhas para aceitar as diversas bandeiras já está ultrapassado.

Com a entrada de novas fintechs e instituições financeiras, é possível ter apenas uma máquina que aceite todas as bandeiras do mercado, com muito mais praticidade e agilidade ao comerciante.

Essa concorrência entre bancos, credenciadores e novas empresas gera resultados muito positivos ao setor. Percebemos hoje algumas instituições reduzindo suas taxas, como a MDR cobrada aos comerciantes, como fez o Santander. Outras têm antecipado o repasse dos valores pagos, entre outras iniciativas bastante vantajosas.

Somam-se a isso muitas outras dezenas de subadquirentes que entram na briga por melhores condições aos seus usuários, o que acirra ainda mais a competitividade e obriga os líderes do setor a se reinventarem.



Conheça a Adiq

A Adiq nasceu em 2015 como um braço do banco BS2 e logo iniciou uma parceria com a Adyen, gerando seu primeiro grande pilar de atuação, conhecido como Bin Sponsorship.

Em 2016, a Adiq promoveu o seu segundo grande pilar, o fornecimento dos serviços de subadquirente, garantindo importantes diferenciais no mercado brasileiro. Já em 2019, adquiriu novas plataformas tecnológicas do Grupo Check, formando assim seu terceiro pilar de atuação — o Acquirer as a Service.



Crescimento da empresa

Somente no primeiro trimestre de 2020, a Adiq apresentou um crescimento de 65%, representando agora 2,8% do marketshare no setor de meios de pagamento.

A Adquirência da Adiq traz para o Brasil o Acquirer as a Service, um modelo de negócios inovador, onde empresas se conectam à plataforma Adiq e passam a fornecer aos seus clientes o seu próprio meio de pagamento.

Em apenas 9 meses, a Adiq atingiu um crescimento de 42% no número de subadquirentes em sua carteira.



Acquirer as a Service

Por meio do Acquirer as a Service (ou adquirência como serviço), o empresário pode se tornar um adquirente em vez de contratar um. Dessa forma, o que antes era uma despesa se torna uma fonte de renda. A Adiq fornece toda a infraestrutura que já está homologada e certificada pelas bandeiras, e o empreendedor insere a sua marca no serviço, customizando toda a plataforma.

Tudo isso ocorre em um mecanismo Plug & Play, ou seja, basta contratar e se conectar à Adiq para utilizar os serviços de adquirência, sem burocracias, complicações ou conhecimentos técnicos de desenvolvimento.


Como funciona a parceria

Para ter o seu próprio meio de pagamento através da plataforma da Adiq, é preciso passar por algumas etapas a fim de definir a melhor estratégia conforme o modelo de negócio e os objetivos da empresa.

Na primeira etapa, é feito o planejamento do licenciamento, que inclui o contato de participação e garantias. Além disso, será construído um cronograma para contas a pagar e a receber, bem como a gestão dos pagamentos junto à CIP (Liquidação Financeira).

Em uma segunda etapa, entra a parte dos processos de pagamentos e as tecnologias a serem implementadas. Aqui, podemos elencar:

· credenciamento online via API;

· aquisição de terminais;

· antecipação de recebíveis;

· canais de relacionamento;

· mandates de mensageria de bandeira.

Os terminais são homologados em diversas bandeiras, como HiperCard, VISA, Mastercard, Elo, Hiper e Amex. Além disso, a Adiq disponibiliza um portal transacional para consultar e verificar produtos e serviços. Dessa forma, a gestão do negócio fica muito mais fácil.

O mercado financeiro no Brasil está passando por constantes mudanças e não é muito diferente com a adquirência, que ainda tem muito o que evoluir. Mas já percebemos muitos avanços significativos que estão tornando o setor mais competitivo e vantajoso para empresários e consumidores. A Adiq faz parte dessa história e tem contribuído muito para o crescimento do setor com novas parcerias e um modelo de negócio à frente de seu tempo.

Quer saber mais? Acesse: adiq.com.br

Comments: 0
No comments
Leave a Reply

Your email address cannot be published. Required fields are marked*